Notícias

Aéreas brasileiras transportaram mais de 95 milhões de passageiros em 2014

CNT-aeroportotaniarego

CNT-aeroportotaniarego

Resultado representa alta de 6,6% na comparação com 2013.

As empresas aéreas brasileiras transportaram, ao longo de 2014, 95,8 milhões de passageiros pagos. O resultado representa uma alta de 6,6% na comparação com 2013.

Somente em dezembro, 8,9 milhões de pessoas utilizaram o modal aéreo nos deslocamentos dentro do país, o maior resultado para o mês em dez anos, completando 15 meses consecutivos de elevação. A alta, em relação ao mesmo período do ano anterior, foi de 6,1%.

Os dados foram divulgados pela Anac (Agência Nacional de Aviação Civil) nesta quarta-feira (28).

Entre as empresas aéreas, a Gol foi a preferência no mercado doméstico, com 3,4 milhões de passageiros transportados. Em seguida vem a Tam, com 2,9 milhões e, depois, a Azul, com 1,7 milhões.

Já a demanda pela aviação civil, que contabiliza a relação passageiros-quilômetros transportados, cresceu 5,8% no ano passado. Já a oferta, que representa a relação assentos-quilômetros oferecidos, acumulou alta de 0,9%.

Entre as empresas aéreas, Avianca e Gol se destacaram. A variação na demanda foi, respectivamente, de 21,6% e de 10,2%. A Azul teve alta de 7,1% e a Tam de 4,4%.

A taxa de aproveitamento de 80,8% das aeronaves nos voos domésticos também foi recorde em dezembro. O indicador apresentou melhora de 2,2% em relação ao mesmo período do ano anterior.

Gol e Tam continuam liderando o mercado doméstico em dezembro de 2014 com participação de 38,1% e de 36,7%, respectivamente.

Transporte internacional

Em 2014, 6,3 milhões de passageiros utilizaram o transporte aéreo internacional das aéreas brasileiras. Isso representa uma alta de 5,7% frente ao ano de 2013.

Somente em dezembro, foram 583 mil, com aumento de 12,9% em relação a dezembro de 2013. Esse também foi o melhor resultado para o mês na última década.

No acumulado de janeiro a dezembro de 2014, a demanda internacional aumentou 4,9% em relação ao período anterior. A oferta internacional registrou queda de 1,6% no mesmo comparativo. Tanto a demanda quanto a oferta internacional foram recorde para o mês de dezembro nos últimos dez anos.

A taxa de aproveitamento das aeronaves ficou em 82,5%, frente a 77,3% do ano de 2013.

Clique para comentar

Comente o que achou deste artigo

Topo