Saúde

Cabelos grisalhos podem recuperar a sua cor original

Cabelos grisalhos podem recuperar a sua cor original

Muitas pessoas têm dificuldade em lidar com o envelhecimento. Quando o cabelo começa a tornar-se grisalho, esse é frequentemente o primeiro sinal de que os dias de glória da juventude estão a chegar ao fim.

Um novo estudo, disponível desde maio na plataforma de pré-publicação bioRxiv, oferece alguma esperança, ao indicar que o processo de envelhecimento não é necessariamente permanente e que os cabelos brancos podem recuperar a sua cor original quando os níveis de stresse são baixos.

Para conduzir a sua investigação, os autores do estudo colheram cabelos de 14 pessoas de várias origens étnicas e procuraram amostras coloridas na ponta, mas branca na raiz, o que indica que o cabelo já está no processo de se tornar grisalho.

Por outro lado, os cientistas também encontraram inúmeros cabelos que ficavam menos grisalhos na direção da raiz, sugerindo que estavam a recuperar a cor anterior.

Os cientistas realizaram uma análise proteómica das amostras, a fim de verificar os diferentes perfis proteicos dos cabelos grisalhos e coloridos. Os resultados mostraram que os cabelos grisalhos continham um grande número de proteínas mitocondriais não reguladas que normalmente estão envolvidas no metabolismo energético.

Muitas dessas proteínas também são conhecidas por serem reguladas em resposta ao stresse e foram associadas a várias outras características relacionadas com a idade, como a degradação do ADN. Porém, muitos desses efeitos podem ser revertidos com mudanças no estilo de vida, como praticar exercício físico regularmente ou mudar para uma dieta mais saudável.

Suspeitando que os níveis de stresse possam ter desempenhado um papel importante na recoloração dos cabelos grisalhos, os investigadores pediram aos participantes que descrevessem os seus episódios mais e menos estressantes dos últimos 12 meses, fornecendo datas precisas para esses eventos. Trabalhando com base no crescimento do cabelo a uma taxa de cerca de um centímetro por mês, os autores do estudo combinaram secções de cada cabelo com eventos específicos da vida.

De acordo com o New Scientist, os resultados mostraram que a reversão do cabelo grisalho sempre se correlacionou com períodos de stresse particularmente baixo. Uma mulher asiática de 30 anos, cuja amostra de cabelo incluía uma faixa grisalha com dois centímetros que regressou à sua cor anterior. A secção grisalha combinava com um período de dois meses de alto stresse, durante o qual se separou do marido.

Outro participante recuperou a cor original do seu cabelo durante umas férias de duas semanas, indicando a rapidez com que essa transformação pode ocorrer. Os investigadores encontraram evidências de que um cabelo pode ficar completamente grisalho ou sofrer uma reversão completa desse processo em menos de 3,7 dias, embora, em média, demore cerca de três meses para que essas mudanças ocorram.

A equipa alerta que só olhou para cabelos individuais e não sugere que uma cabeça inteira de cabelos grisalhos possa regressar à sua cor original simplesmente ao relaxar durante algumas semanas. Os autores escrevem que esta descoberta fornece uma prova categórica de que “o envelhecimento humano não é um processo biológico linear e irreversível e pode, pelo menos em parte, ser interrompido ou mesmo revertido”.

Conseguir uma restauração significativa da cor do cabelo será extremamente difícil sem medicamentos direcionados, embora agora que as proteínas responsáveis ​​pelo processo de envelhecimento tenham sido identificadas, seja possível começar a desenvolver produtos farmacêuticos para esse fim.

Fonte: Planeta ZAP //

Clique para comentar

Comente o que achou deste artigo

Topo